Mitos Sobre Os Alimentos Termogênicos Emagrecedores

Chá verde, chá de hibisco, pimenta vermelha, canela. Você, provavelmente, já ouviu falar que esses alimentos são potentes emagrecedores por seu efeito termogênico que acelera o metabolismo, certo?

Apesar de serem extremamente úteis e aliados da dieta, existem alguns mitos que rondam essas especiarias e as “endeusam”, insinuando que o simples fato do consumo, já é o suficiente para alcançar os resultados desejados na balança. Mas, o caminho para o emagrecimento é uma via de duas mãos: não basta apenas usufruir dos benefícios de um alimento, achando que apenas ele irá te proporcionar o corpinho desejado; você também precisará de mudanças na alimentação e exercícios físicos.

Pensando nisso, abaixo listamos para você os maiores mitos sobre os alimentos termogênicos emagrecedores. Confira logo a seguir e não se deixe mais enganar:

Mito 1. A alimentação é a única fonte de termogênicos

Uns dos mitos bastantes frequentes é a de que os termogênicos só podem ser encontrados exclusivamente a partir da alimentação, ou seja, apenas do natural. A pimenta vermelha, o abacaxi, os chás e o gengibre, por exemplo, são fontes naturais de termogênicos e são consumidos dessa mesma forma, sem sofrer nenhuma mudança.

No entanto, também existem os termogênicos industrializados que são aqueles vendidos em cápsulas, sendo que esta só possui o princípio-ativo termogênico.

Mito 2. Apenas o consumo de termogênicos leva ao emagrecimento

Se isso fosse verdade, possivelmente não existiriam tantas pessoas acima do peso nos dias de hoje. Apesar desses alimentos potencializarem o uso da glicose e da gordura como energia, acelerando o metabolismo, esse é um processo natural e que não elimina a gordura corporal já existente.

Para usar os termogênicos como aliados da perda de peso, você pode incluir eles na sua alimentação diária, desde que também o contextualize com uma dieta balanceada e saudável, além é claro, da prática regular de exercícios físicos. Desse modo, certamente os resultados desejados na balança virão satisfatoriamente.

Mito 3. O melhor horário para consumir termogênicos é antes de dormir

Mesmo que pareça uma ideia viável, ingerir termogênicos antes de dormir é um grave erro, já que pode causar insônia. É recomendado que o consumo de chás, alimentos e especiarias termogênicas seja feita durante a manhã ou à tarde, podendo ser antes da prática de uma atividade física (que ajuda o gasto calórico ser mais eficiente) ou em uma refeição.

Mito 4. Não há contraindicações para o consumo dos termogênicos

Apesar de serem alimentos ótimos para o organismo e para a saúde da pessoa em questão, os termogênicos possuem sim algumas contraindicações. Gestantes, crianças, pessoas que sofrem de hipertensão, arritmia cardíaca ou que já tiveram histórico recente de infarto. Nesses casos, nem os naturais nem os concentrados estão liberados.

Mito 5. É dispensável uma consulta médica antes de consumir suplementos termogênicos

Como no item 4 já foi explicado, os termogênicos possuem contraindicações em alguns casos específicos, e por isso, é recomendado que, antes da ingestão de suplementos termogênicos, assim como qualquer outro suplemento, seja consultado um especialista.

Mito 6. Quanto mais eu consumir termogênicos, mais irei usufruir dos benefícios

Tudo o que é bom, também pode se tornar prejudicial quando tomado em excesso. No caso dos termogênicos, essa ideia também se aplica, já que por acelerarem o metabolismo, também devem ser consumidos com cautela. Você pode ingerir algum chá, alimento ou especiaria termogênica todos os dias, desde que o uso seja moderado e não passe dos limites. Uma dica é tomar um chá por dia, comer uma rodela de abacaxi após o almoço ou fazer um suco, por exemplo.

E aí, você também já cometeu algum erro em relação aos termogênicos? Qualquer dúvida, elogio ou sugestão que você tenha para dar, é só deixar nos comentários logo abaixo.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*